PATRIMÔNIO HISTÓRICO

"Patrimônio Histórico refere-se a um bem móvel, imóvel ou natural, que possua valor significativo para uma sociedade, podendo ser estético, artístico, documental, científico, social, espiritual ou ecológico."

 

Curiosidade:

"A preservação do patrimônio histórico teve início como atividades sistemáticas no século XIX, após a Revolução Francesa e a Revolução Industrial, inicialmente para restaurar os Monumentos e Edifícios Históricos destruídos na guerra."

 

FONTE: Wikipedia

 

 

Patrimônio em Alagoas

 

ARQUIVOS INTERESSANTES

 

Quadro de Tombamentos
Secretaria de Estado da Cultura - Atualizado em Janeiro de 2014

 

Manual de Atividades Práticas de Educação Patrimonial - Evelina Grunberg

Informações da página:

revisada em maio de 2014

Em Alagoas, temos um rico patrimônio material. Nós, a população, precisamos perceber esses bens como nossos e, como nossos, temos a obrigação de valorizar e preservar. Porque esses bens contam a nossa história, abrigam nossas raízes e fazem parte da nossa cultura.

Municípios que Abrigam Bens Imóveis Tombados 

MAPA DE TOMBOS
MAPA DE TOMBOS
press to zoom

Patrimônio Material
(Bens Imóveis)

 

Fonte da Listagem abaixo: Secretaria de Estado da Cultura

Clique na cidade para conhecer mais detalhes

 

ÁGUA BRANCA

  • IGREJA MATRIZ DE ÁGUA BRANCA

  • CASA DA BARONESA

 

COQUEIRO SECO

  • IGREJA N. Sª MÃE DOS HOMENS

 

CORURIPE

  • IGREJA DO POXIM

 

DELMIRO GOUVEIA

  • COMPLEXO DA ANTIGA USINA HIDRELÉTRICA DE ANGIQUINHO

 

MACEIÓ

  • ACADEMIA ALAGOANA DE LETRAS

  • ARCEBISPADO DE MACEIÓ

  • ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE MACEIÓ

  • BAIRRO DE JARAGUÁ

  • BAIRRO DO PONTAL DA BARRA

  • CASA DE JORGE DE LIMA

  • COMPLEXO ARQUITETÔNICO SOCIEDADE N. SRA. DO BOM CONSELHO

  • IGREJAS DE MACEIÓ

  • IGREJA NOSSA SENHORA DA GUIA

  • IGREJA NOSSA SENHORA DO Ó.

  • INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE - ICBS/UFAL - antiga Faculdade de Medicina de Alagoas.

  • INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE ALAGOAS

  • MEMORIAL DES. HÉLIO CABRAL

  • MUSEU DA IMAGEM E DO SOM DE ALAGOAS

  • MUSEU THÉO BRANDÃO

  • PALACETE BARÃO DE JARAGUÁ

  • PALÁCIO DO TRABALHADOR

  • PALÁCIO MARECHAL FLORIANO PEIXOTO

  • PÇA. MARECHAL FLORIANO PEIXOTO E ENTORNO

  • SOBRADO DOS IRMÃOS BRÊDA

  • SOCIEDADE PERSEVERANÇA

  • TEATRO DEODORO

  • TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS

 

MARECHAL DEODORO

  • CASA NATAL DO MARECHAL DEODORO DA FONSECA

  • CIDADE DE MARECHAL DEODORO

  • IGREJA DA ORDEM 3ª DE S. FRANCISCO

  • IGREJA E CONVENTO DE SÃO FRANCISCO, SANTA MARIA MADALENA.

  • ILHA DE SANTA RITA

 

MATA GRANDE

  • ANTIGA CADEIA DE MATA GRANDE

 

PALMEIRA DOS ÍNDIOS

  • CASA DO ESCRITOR GRACILIANO RAMOS

 

PÃO DE AÇÚCAR

  • PAÇO IMPERIAL

 

PASSO DO CAMARAGIBE

  • CASA ONDE NASCEU AURÉLIO BUARQUE DE HOLANDA

 

PENEDO

  • CASA DO BARÃO DE PENEDO

  • CIDADE DE PENEDO - CONJUNTO ARQUITETÔNICO, PAISAGÍSTICO E URBANÍSTICO

  • IGREJA DE NOSSA Sª DA CORRENTE 

  • IGREJA DE SÃO GONÇALO GARCIA

  • IGREJA E CONVENTO N. Sª DOS ANJOS, CAPELA DOS TERCEIROS FRANCISCANOS E ÁREA DA ANTIGA CERCA CONVENTUAL

  • PAÇO IMPERIAL

  • TEATRO SETE DE SETEMBRO

 

PILAR

  • ANTIGO CINE PILARENSE

  • CASA NATAL DE ARTUR RAMOS

 

PIRANHAS

  • PIRANHAS E ENTREMONTES

 

PORTO CALVO

  • REMANESCENTE DA ANTIGA VILA COLONIAL E IGREJA MATRIZ N. SENHORA DA APRESENTAÇÃO

 

PORTO DE PEDRAS

  • FORTE E ANTIGA CADEIA PÚBLICA DE PORTO DE PEDRAS E MORRO DOS TRÊS COQUEIROS

 

SANTA LUZIA DO NORTE

  • IGREJA MATRIZ DE SANTA LUZIA DO NORTE

 

SÃO MIGUEL DOS CAMPOS

  • PALACETE DA BARONESA E ENTORNO IMEDIATO

 

UNIÃO DOS PALMARES

  • CASA ONDE RESIDIU O POETA JORGE DE LIMA

  • SERRA DA BARRIGA - LOCAL DA HISTÓRICA REPÚBLICA DOS PALMARES

 

VIÇOSA

  • CASA DE CULTURA DE VIÇOSA

  • CASA NATAL DO SENADOR TEOTÔNIO VILELA

 
 

 

ÁGUA BRANCA

 

  • IGREJA MATRIZ DE ÁGUA BRANCA

De estilo barroco, foi construída no ano de 1871 (Século XIX), pelo Capitão-mor, Joaquim Antônio de Siqueira Torres (Barão de Água Branca) com uma área de 1.100 m². Sua beleza encantadora nos faz dizer principal cartão postal da cidade. No seu interior encontramos as imagens de: São José - com resplendor dourado, São João Menino, Senhor dos Passos, São Joaquim - Com rico resplendor dourado, Senhor Morto - em talha bastante simples com braços móveis, Santa Ana com Nossa Senhora Menina - Século XIX, Nossa Senhora da Soledade - Século XIX, Nossa Senhora da Conceição - com coroa de prata.

 

Estas imagens foram esculpidas pelo imaginário Antônio Pedro da cidade de Penedo estado de Alagoas. O maior evento cultural / religioso desta cidade acontece no dia 08 de dezembro de cada ano subseqüente (Festa da Padroeira Nossa Senhora da Conceição) e também aniversário do seu benfeitor (Barão de Água Branca)

 

Fonte: Site da Prefeitura de Água Branca 

 

 

  • CASA DA BARONESA

Casa de nº 01, situada à Rua Barão de Água Branca onde residiu o Capitão-Mor Joaquim Antônio de Siqueira Torres (Barão de Água Branca).

O Capitão-Mor Joaquim Antônio de Siqueira Torres, recebeu do Papa Leão XIII, a comenda de São Gregório por ter construído no ano de 1871, com recursos próprios, a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, um dos mais belos templos do Estado de Alagoas e ter ordenado a padre dois filhos: Pe. Cícero de Siqueira Torres e Joaquim Antônio de Siqueira Torres.

Recebeu também do imperador D. Pedro II o título honorifico de Barão de Água Branca.

Preocupado com a educação dos filhos, formou em Direito o Bacharel Miguel Archanjo de Siqueira Torres, que exerceu o cargo de Juiz de Direito desta Comarca, o Engenheiro Agrônomo Antônio Vieira Torres, que foi Coletor Federal no município e o Engenheiro Luiz de Siqueira Torres, que exerceu mandatos de senador e vice-governador do Estado de Alagoas.

 

Fonte: Edvaldo de Araújo Feitosa no site da Prefeitura de Água Branca

IGREJA DA MATRIZ
IGREJA DA MATRIZ

Foto: vivendaouricuri.wordpress.com

press to zoom
IGREJA DA MATRIZ
IGREJA DA MATRIZ

Foto: Boibumbarte

press to zoom
IGREJA DA MATRIZ
IGREJA DA MATRIZ

Foto: Boibumbarte

press to zoom
IGREJA DA MATRIZ
IGREJA DA MATRIZ

Foto: www.lugares-cenariodecores.com

press to zoom
CASA DA BARONESA
CASA DA BARONESA

Foto: vivendaouricuri.wordpress.com

press to zoom
CASA DA BARONESA
CASA DA BARONESA

Foto: Boibumbarte

press to zoom
CASA DA BARONESA
CASA DA BARONESA

Foto: Boibumbarte

press to zoom
 

 

COQUEIRO SECO

  • IGREJA N. Sª MÃE DOS HOMENS

    • Localidade:

    • Proprietário: Arquidiocese de Maceió.

    • Decreto: 5281 de 30/12/82.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Nacional / Estadual.

 

A igreja de Coqueiro Seco, sob a invocação de Nossa Senhora Mãe dos Homens, foi fundada pelo Pe. Bernardo José Cabral (†1814), com licença do bispo de Pernambuco D. Diogo de Jesus Jardim (2 de setembro de 1790). Em 2 de março de 1791 obteve o pároco da então freguesia autorização para benzê-la e nela celebrar missas. Em 21 de julho desse ano, deu-se a concessão de quarenta dias de indulgência a todas as pessoas que, em presença da imagem da santa, rezassem uma Salve-Rainha; e assim foram iniciados os trabalhos clericais.

Em 4 de setembro de 1805, o Núncio Apostólico, em Lisboa, concedeu cem dias de indulgência para quem rezasse na capela e outros cem dias para quem rezasse sob a imagem de Bom Jesus dos Remédios um Padre Nosso, uma Ave Maria e um Gloria Patri pelo Papa, pela exaltação da Igreja e pelo bem espiritual e temporal da Rainha D. Maria I e do Príncipe Regente D. João. A capela, filial da freguesia de Santa Luzia do Norte, ficou conhecida pelas suas imagens, sobretudo pelo presépio da Divina Pastora. O fundador da igreja soube incentivar a formação de um grupo de diaconisas sujeitas a votos de pureza; mesmo após a extinção da instituição, essas religiosas levaram à frente a tarefa de manutenção do decoro do culto e promoção de brilhantes festividades.

Há relatos históricos da passagem do Imperador D. Pedro II entre o final de 1859 e início de 1860, na sua viagem pelas províncias do nordeste, por Maceió e comunidades circunvizinhas. Dentre os locais visitados por D. Pedro II está a freguesia de Coqueiro Seco e a sua igreja de belos azulejos portugueses e objetos de Relíquia Sacra.

O N° 5 da Revista do Instituto Archeologico e Geographico Alagoano (1874) publicou artigo de Nicodemos de Souza Moreira Jobim (1869) sobre a igreja do Coqueiro Seco com notícia a respeito da música de sua principal festa:

"D'entre as festas que religiosamente fazem as pessoas dedicadas ao culto sobresahe a da Pureza, especial padroeira das donzellas, cantada em côro por mais de vinte e por música propria. As pessoas que assistem a essa simples devoção trina na última dominga de junho jamais se esquecem dos effeitos que produzem nos corações dos fieis tão piedosos, quão maravilhosos cantos. Por essa veneração se conserva um cirio aceso em todos os actos divinos, posto em grande castiçal na cappela-mor sobre alcatifas." 

A festa de Nossa Senhora Mãe dos Homens permanece ainda hoje sendo uma das mais significativas festas religiosas de Alagoas. Na procissão dessa festa atua hoje a banda de música da Sociedade Musical Professor Francisco de Carvalho Pedrosa e tem por ápice os tradicionais fogos pirotécnicos na lagoa e na fachada da igreja sob a forma de cascata reluzente.

 

Fonte: Wikipédia

IGREJA NOSSA SENHORA MÃE DOS HOMENS
IGREJA NOSSA SENHORA MÃE DOS HOMENS

Foto: www.ferias.tur.br/fotos/70/coqueiro-seco-al.html

press to zoom
IGREJA NOSSA SENHORA MÃE DOS HOMENS
IGREJA NOSSA SENHORA MÃE DOS HOMENS

Foto: www.ferias.tur.br/fotos/70/coqueiro-seco-al.html

press to zoom
 

 

 

 

CORURIPE

  • IGREJA DO POXIM

A Igreja de São José do Poxim é um desses marcos, com sua frágil decoração em madeira esta obra de arte remonta aos fins do século XVIII segundo uma data registrada em um lavabo na sacristia que diz 1762, há porém duvidas sobre esta data, sendo assim esta passaria a corresponder (não com certeza) ao ano de 1717 pois no seguinte ano, de 1718, seria proclamada sede da paróquia, segundo consta no livro de tombo, pelo bispo de Olinda. Nesta igreja repousam relíquias do povoado tanto religiosas como históricas já que desde 2006 passou a funcionar um pequeno museu em seu primeiro andar, entre outras podemos citar uma pesada cruz de madeira de origem desconhecida que repousa na sacristia, a lendária imagem de São José do Poxim e segundo uma lenda um túnel secreto.

 

Fonte: Viagem e Viagem

IGREJA SÃO JOSÉ DO POXIM
IGREJA SÃO JOSÉ DO POXIM

Foto: Boibumbarte

press to zoom
 

 

 

DELMIRO GOUVEIA

  • COMPLEXO DA ANTIGA USINA HIDRELÉTRICA DE ANGIQUINHO

    • Localidade:

    • Proprietário: CHESF.

    • Decreto: 30/11/2006.

    • Conjuntos Urbanos e Sítios Históricos.

    • Instância: Estadual.

 

Angiquinho é o nome dado à primeira usina hidrelétrica do nordeste, localizada na margem alagoana da cachoeira de Paulo Afonso, no Rio São Francisco.

 

Inaugurada em 26 de Janeiro de 1913 pelo então empresário Delmiro Gouveia, 1ª Hidrelétrica da Cachoeira de Paulo Afonso e a 1.ª do Nordeste tinha como objetivo fornecer energia elétrica a uma grande indústria têxtil chamada de Companhia Agro Fabril Mercantil localizada na cidade de Pedra (hoje Delmiro Gouveia). Sua energia era bastante também para alimentar uma bomba d'água que abastecia a mesma cidade, distante aproximadamente 24 km da cachoeira. A usina de Angiquinho fica a poucos quilômetros de Paulo Afonso, na Bahia.

 

História

Para construir Angiquinho, Delmiro foi à Serra do Mar adquirir o maquinário necessário, e acabou por contratar um engenheiro italiano, Luigi Borella, para projetar a empreitada. Também foram contratos engenheiros e técnicos franceses para montar a Usina. Conta a história que ao verem a localização da casa de máquinas da Usina (que era encravada no paredão dos cânions do rio) não hesitaram em tentar recuar sendo barrados por Delmiro que o obrigaram a descer em um elevador improvisado por cordas trançadas de couro, debaixo da mira de uma arma. Como a casa de máquinas da usina ficaria no paredão do cânion do rio São Francisco — local de difícil acesso —, houve quem duvidasse do sucesso da obra.

 

Fonte: Wikipedia

ANGIQUINHOS
ANGIQUINHOS

Foto: Boibumbarte

press to zoom
 

MACEIÓ

 

  • ACADEMIA ALAGOANA DE LETRAS

    • Localidade: Praça Marechal Deodoro s/n.

    • Proprietário: Estado de Alagoas.

    • Decreto: 38026/99.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

O prédio do Salão Nobre da Academia Alagoana de Letras, foi construído em 1879, para ser o Grupo Escolar D. Pedro II, o primeiro do estado, sendo posteriormente Escola Modelo, Tribunal de Justiça e  Escola Normal. Com a inauguração da Academia Alagoana de Letras em 1919, o prédio foi doada à instituição e serviu também como sede até 1998 quando Dr Ib Gatto assumiu a presidência da Academia e construiu o prédio de três andares anexo o qual se tornou a Administração, Biblioteca e Escola de Literatura. Agora, a sede está instalada na Casa Jorge de Lima.

 

Fonte: GW3MM

 

 

  • ARCEBISPADO DE MACEIÓ

    • Localidade: Rua Barão de Anadia, 110, Centro,

    • Proprietário: Arquidiocese de Maceió.

    • Decreto nº: 3.894 - 02 de Dezembro de 2007.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

    • Descrição: Em 1925, o Exmo. e Remo. Sr. D. Santino Maria da Silva Coutinho logo cogitou de construir um novo palácio para instalação dos prelados deste arcebispado. As obras tiveram início em fevereiro em 1926.O palácio tem uma bela e elegante fachada. Mas, na parte interna obedeceu ao estilo do convento, com longos e largos corredores e poucas salas. Estas são apenas o salão nobre, a capela e o refeitório. Para a construção do palácio não houve planta levantada por algum engenheiro competente. No ano de 1945, em preparação para as festas jubilares e celebração do congresso eucarístico, o Exmo. e Revmo. Sr. Arcebispo, D. Ranulfo (...) procedeu a uma modificação na entrada do palácio arquidiocesano, tornando-a mais solene.Foi feito um novo balcão, na fachada, bastante largo de modo a comportar maior número de pessoas, em cima, ao ensejo de manifestações públicas. E, em baixo, com espaço para abrigar o automóvel, na ocasião de saída e entrada ao acerbispado.Grande área recebeu mosaico.Foram aproveitadas as quatro estátuas, do antigo palácio, que representam as quatro estações do ano, verão, outono, inverno e primavera. Apesar de se tratar de um prédio que já sofreu várias intervenções, ao correr dos anos, sua estrutura arquitetônica ainda permite uma nítida leitura de um neoclássico tardio, condizente com o gosto de uma Maceió das primeiras décadas deste século.(Informações extraídas do dossiê de tombamento) Restauração concluída em 2013.

 

 

  • ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE MACEIÓ

    • Localidade: Rua Sá e Albuquerque, 467 - Jaraguá

    • Proprietário: Associação Comercial de Maceió.

    • Decreto: 5304 de 09/02/83.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual

 

De estilo neoclássico com fachada greco-romana, a Associação Comercial chama atenção pela sua bela arquitetura. É, com certeza, o mais bonito e luxuoso prédio do bairro de Jaraguá. A pedra fundamental foi lançada em 27 de maio de 1923, porém a sua inauguração só aconteceu cinco anos mais tarde, em 16 de junho de 1928.

 

Fonte: Mais Alagoas

 

 

  • BAIRRO DE JARAGUÁ

    • Localidade: Município de Maceió 

    • Proprietário: Área Municipal

    • Decreto: Nº 6061/84 - Resolução nº 02/, 16 de abril de 1984

    • Conjuntos Urbanos e Sítios Históricos.

    • Instância: Estadual

 

Ainda no século XIX, o bairro de Jaraguá, por ficar localizado próximo ao cais de Maceió, tornou-se um dos principais centros comerciais da cidade. Tornando-se luxuoso, por possuir em suas ruas belos sobrados, que atualmente foram descaracterizados pelos moradores, ostentando um tom de modernidade nas fachadas. No conjunto arquitetônico de Jaraguá destacam-se, hoje, os prédios onde funcionam a Delegacia da Receita Federal, a sede da Associação Comercial, o Museu da Imagem e do Som de Alagoas, localizados na Praça Lavenere Machado, (antiga Dois Leões), construída no século XIX.

Fonte: Mais Alagoas

 

O bairro de Jaraguá é a própria história de Maceió. Naquele pequeno trecho encravado entre o mar, o Poço e o Centro da cidade, surgiram os primeiros surtos de desenvolvimento da então vila, que cresceu tanto e superou a capital da Capitania, a então cidade de Alagoas, atual Marechal Deodoro, provocando a luta da transferência da capital para Maceió, onde já residia o governador e sediava as principais partições publicas. Esse desenvolvimento do bairro deve-se ao seu porto, que transformou o local num imenso comercio com negócios de todos os rumos.

Esse desenvolvimento do bairro deve-se ao seu porto, que transformou o local num imenso comercio com negócios de todos os rumos.

Mas Jaraguá surgiu antes mesmo da povoação de Maceió, originada de um engenho de açúcar de propriedade do coronel Apolinário Fernandes Padilha, no local onde hoje é a Praça Dom Pedro II. Aldeia de pescadores foi logo chamando a atenção de quem passava pelo caminho, margeando o mar.

Quando da chegada do primeiro governador da Alagoas, Sebastião Francisco de Melo e Povoas, desembarcando no porto de Jaraguá, a fama do arrebalde aumentou, projetando-se um lugar de futuro promissor. Naquela época (1818), já existiam algumas casas e a igreja de Nossa Senhora Mãe do Povo, construída pelo português Antonio Martins. Depois foram chegando novos investidores, que se instalaram no novo bairro: José Gomes de Amorim e seus irmãos Joaquim e Antonio, que previam o rápido crescimento do lugar.

Na verdade, graças à proximidade do ancoradouro, Jaraguá se tornou aos poucos um centro comercial de grande importância, sendo ocupados por bonitos sobrados, a partir da segunda metade do século passado. A arquitetura da época foi sendo aos poucos modificada.

Fonte: Bairros de Maceió

 

 

 

  • BAIRRO DO PONTAL DA BARRA

    • Localidade:

    • Proprietário: Área Municipal.

    • Decreto: DEC. 33.225, 14/11/88.

    • Conjuntos Urbanos e Sítios Históricos.

    • Instância: Estadual

 

  • CASA DE JORGE DE LIMA

    • Localidade: Praça Visconde de Sinimbu, 91- Centro,

    • Proprietário: Academia Alagoana de Letras.

    • Decreto: 2393 de 27/01/05

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

  • COMPLEXO ARQUITETÔNICO SOCIEDADE N. SRA. DO BOM CONSELHO

    • Localidade: Rua Cícero de Góes Monteiro e Cônego Costa, 3674, Bebedouro

    • Proprietário: Estado de Alagoas.

    • Decreto: 19/07/99.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

  • IGREJAS DE MACEIÓ

    • Catedral Metropolitana

    • Igreja de N. Sª do Livramento

    • Igreja de N. Sª do Rosário dos Pretos

    • Igreja Bom Jesus dos Martírios

    • Capela de São Gonçalo de Amarante.

    • Localidade:

    • Proprietário: Arquidiocese de Maceió.

    • Decreto: 33127 de 31/01/88.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual

 

CATEDRAL METROPOLITANA

Em 22 de novembro de 1821, foi lançada a pedra fundamental para a construção da Igreja. Sem muitos recursos, as obras foram paralisadas, e só 28 anos mais tarde a construção foi reiniciada. Com tantos anos de atraso, a catedral só pode ser inaugurada em 25 de dezembro de 1852, no dia da inauguração houve uma missa de Natal celebrada pelo frei Luiz de Grava. O altar-mor foi fabricado em cedro pelo entalhador Antônio Alves da Mota. Outras peças da Igreja, como os dois altares laterais, de São Sebastião e de São Miguel, além do Santíssimo Sacramento, foram feitos pelo entalhador Inácio de Santa Rosa. Depois de sua inauguração, a Igreja sofreu duas reformas. Um dos itens reformados foi a escada exterior, que dá acesso ao templo. A pintura da parede também foi refeita, substituindo a marmorizada, que foi conservada apenas na Capela do Santíssimo Sacramento.

Fonte: Mais Alagoas

 

IGREJA DE N. Sª DO LIVRAMENTO.

A igreja foi construída aos poucos. Começou como uma modesta capela coberta de palha, depois, já no final do século XVIII, o devoto José de Mendonça Matos Moreira construiu um pequeno templo. Em 1870, o Capuchinho Frei José Maria Cataniceta incentivou o povo a colaborar na construção do atual templo, que só foi inaugurado em 1883.

Fonte: Mais Alagoas

 

IGREJA N. Sª DO ROSÁRIO DOS PRETOS

Com formas geométricas puras e paredes externas revestidas com dois tipos diferentes de azulejos, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos foi construída em 1836. No início, era apenas uma capelinha dedicada ao Senhor Bom Jesus dos Martírios. Em 1864, Tibúrcio Alves de Carvalho resolveu substituir a construção de alvenaria e tijolo por outra mais forte e resistente. Essa reforma foi o pontapé inicial para transformar a pequena capela, num suntuoso templo.

Fonte: Mais Alagoas

 

IGREJA BOM JESUS DOS MARTÍRIOS

Começou como uma capela, e foi reformada em 1864. Só em 1880 foi acrescentada ao templo a cumeeira. A benção solene foi ministrada em 30 de outubro de 1881. Vários anos foram necessários para a sua construção, por isso não se pode dizer que a Igreja do Nosso Senhor Bom Jesus tem na sua arquitetura o estilo barroco ou o neoclássico. Sendo por isso considerada um templo de linhas ecléticas.

Fonte: Mais Alagoas

 

CAPELA DE SÃO GONÇALO DE AMARANTE.

Essa igreja foi resultado de uma adaptação feita de um paiol de pólvora, localizado no morro da Jacutinga. Para ficar mais parecido a um templo religioso acrescentou-se ao local elementos da arquitetura religiosa.

Fonte: Mais Alagoas

 

 

  • IGREJA NOSSA SENHORA DA GUIA (sem foto)

Por trás da construção desta Igreja, existe uma lenda. Conta a tradição que um náufrago holandês mandou construir a Igreja de Nossa Senhora da Guia, em agradecimento à Virgem, por ter sido salvo de um acidente. Pessoas que conviveram com os fiéis mais antigos contam que esta estória não deve ser verdadeira, já que as características da construção são tipicamente coloniais, e não poderia ser feita por um náufrago. Em 1949, uma grande cheia destruiu o altar original, que era todo talhado em madeira. A imagem da Santa, também confeccionada em madeira, foi restaurada em 1995, depois de ter sido parcialmente destruída pelos cupins.

Fonte: Mais Alagoas

 

  • IGREJA NOSSA SENHORA DO Ó.

    • Localidade: Em uma praça e na confluência das ruas do Cruzeiro e da Mangueira. Distrito de Floriano Peixoto

    • Proprietário: Arquidiocese de Maceió.

    • Decreto: 5280 de 30/12/82.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

Igreja de Nossa Senhora do Ó fica no alto de Ipioca. É tombada como patrimônio histórico do Estado. Foi nesta igreja que o Marechal Floriano Peixoto, o segundo presidente da República, foi batizado. Foi  construída em 1627. Seu nome é indígena, mas é mais conhecida pelo nome de um ilustre filho. Este lugar era importante pois daqui podia-se observar quem chegava por mar. No lugar desta igreja havia um forte com um túnel que o ligava a um rio. diz uma lenda que uma imagem de santo passeava pela cidade e também andava pelo túnel para depois navegar pelo tal rio. 

Fonte: Viagem e Viagem

 

  • INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE - ICBS/UFAL - antiga Faculdade de Medicina de Alagoas.

    • Localidade:

    • Proprietário: Universidade Federal de Alagoas - UFAL

    • Decreto: Nº 8843/10

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

  • INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE ALAGOAS

    • Localidade: Rua João Pessoa, Centro

    • Proprietário: Estado de Alagoas.

    • Decreto: 37932 de 28/12/98.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

Instalado num prédio construído no final do século XIX, e que já serviu de residência de Américo Passos Guimarães, o museu, em 1909, foi adquirido pelo Governo Estadual. Posteriormente foi doado à instituição que o adaptou às funções de Casa de Cultura. Hoje, o Museu ocupa todo o térreo do edifício e seis salas do primeiro andar.

Fonte: Mais Alagoas

 

 

  • MEMORIAL DES. HÉLIO CABRAL (sem foto)

 

  • MUSEU DA IMAGEM E DO SOM DE ALAGOAS

    • Localidade: Rua Sá e Albuquerque, nº 275, Jaraguá.

    • Proprietário: Estado de Alagoas.

    • Decreto: 4.210 de 05/11/2009.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

É neste museu que se pode encontrar dados sobre os principais acontecimentos políticos, sociais e artistícos do Estado de Alagoas. O prédio foi construído em 1869 para abrigar o Conselho Provincial, depois passou a ser a Recebedoria Fiscal, e alguns anos mais tarde abrigou a Inspetoria Fiscal. Finalmente, por regime de comodato cedido à Fundação Teatro Deodoro, o prédio virou o Museu da Imagem e do Som de Alagoas.

Fonte: Mais Alagoas

 

 

  • MUSEU THÉO BRANDÃO

    • Localidade: Av. Duque de Caxias, 1490, Centro

    • Proprietário: Universidade Federal de Alagoas - UFAL.

    • Decreto: 5302 de 09/02/83.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

Em 1876, o Reitor da Universidade de Alagoas, Nabuco Lopes criou o Museu de Antropologia e Folclore. Na época ele foi instalado provisoriamente na casa 3, do Campus Tamandaré. Em 1877, devido a V Festa do Folclore Brasileiro, realizada em Maceió, o museu foi transferido para um prédio construído nos fins do século XX, na Avenida da Paz (atualmente em reforma pela Universidade Federal de Alagoas). Em 1914 sofreu diversas reformas, graças a dois artesãos portugueses que se encarregaram da decoração em gesso. O grande acervo de arte popular existente no museu foi doado pelo patrono Théo Brandão. Para homenageá-lo, a instituição recebeu o nome de Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore da Universidade Federal de Alagoas. Peças de países como a Espanha, Portugal, México, além de obras brasileiras constituem o acervo do museu.

Fonte: Mais Alagoas

 

 

  • PALACETE BARÃO DE JARAGUÁ

    • Localidade: Pça. D. Pedro II,

    • Proprietário: Estado de Alagoas.

    • Decreto: 6219 de 01/04/85.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

A origem do nome vem do século passado, quando o sobrado serviu de residência para o Barão de Jaraguá. Em 1859, serviu de Paço Imperial pela ocasião da solene visita de D. Pedro II e de D. Teresa Cristina a Maceió. Com três pisos, o sobrado possui semelhanças com as construções portuguesas do mesmo gênero. Ao passar dos anos, o imóvel entrou em decadência, sendo utilizado como casa de cômodos. Para evitar a degradação, o prédio passou por uma restauração, com objetivo de abrigar um museu, o que não aconteceu, tornando-se posteriormente a sede da Biblioteca Pública e do Arquivo Público Estadual, onde funcionam até hoje.

Fonte: Mais Alagoas

 

 

  • PALÁCIO DO TRABALHADOR (sem foto)

    • Localidade: Avenida Moreira Lima nº 620, Centro,

    • Proprietário: Fundação Palácio do Trabalhador Alagoano.

    • Decreto: Nº 37.934 de 28/12/98

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

 

  • PALÁCIO MARECHAL FLORIANO PEIXOTO

    • Localidade: Praça Marechal Floriano Peixoto, s/n,

    • Proprietário: Patrimônio do Estado de Alagoas.

    • Decreto: de 28/08/2008

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

A construção do Palácio iniciou-se em 1893, no governo de Gabino Bezouro. O projeto arquitetônico foi feito pelo engenheiro Carlos Jorge Calheiros de Lima. A inauguração do prédio só aconteceu em 16 de setembro de 1902, porque a obra foi parada duas vezes. Depois de sua inauguração, sofreu várias reformas, em sucessivos governos. O Palácio Floriano Peixoto é conhecido também como Palácio dos Martírios.

Fonte: Mais Alagoas

 

 

  • PÇA. MARECHAL FLORIANO PEIXOTO E ENTORNO

    • Localidade: 

    • Proprietário: Área Municipal e Arquidiocese.

    • Decreto: DEC. 38309, 09/03/2000.

    • Conjuntos Urbanos e Sítios Históricos.

    • Instância: Estadual. 

 

 

  • SOBRADO DOS IRMÃOS BRÊDA

    • Localidade: Rua Senador Mendonça, 211

    • Proprietário: Banco Mercantil de Crédito S/A

    • Decreto: 5003 de 15/02/82.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

    • Descrição: Construída nos fins do séc. XIX, abrigou durante várias décadas proeminentes famílias alagoanas e associações recreativas.

 

  • SOCIEDADE PERSEVERANÇA

    • Localidade: Rua do Sol, nº 418, Centro,

    • Proprietário: Estado de Alagoas.

    • Decreto: 4219 de 10/11/2009.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

  • TEATRO DEODORO

    • Localidade: Praça Marechal Deodoro da Fonseca,

    • Proprietário: Estado de Alagoas.

    • Decreto: 17/06/209

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

A pedra fundamental foi lançada em 11 de julho de 1905. Na planta está composto a existência de dois blocos. No primeiro bloco, encontra-se a parte administrativa. Ao atravessar o pátio tem-se a casa de espetáculos, que chama a atenção por possuir um lustre de cristal, e o teto feito de placas metálicas em alto relevo, pintadas. A fachada do teatro também chama atenção por apresentar frontões triangulares decorados de acordo com a época, além das estátuas de musas, cujo conjunto representa uma alegoria artística.

Fonte: Mais Alagoas

 

  • TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS

    • Localidade: Praça Marechal Deodoro da Fonseca, Centro

    • Proprietário: Estado de Alagoas.

    • Decreto: 33271 de 14/12/88.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

ACADEMIA ALAGOANA DE LETRAS
ACADEMIA ALAGOANA DE LETRAS

Foto: Antenor Pitanga

press to zoom
ACADEMIA ALAGOANA DE LETRAS
ACADEMIA ALAGOANA DE LETRAS

Foto: picasaweb.google.com/lh/photo/8cbdmNgxM5rRwBM2kX6Oow

press to zoom
ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ
ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ

Foto: www.arquidiocesedemaceio.org.br

press to zoom
ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ
ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ

Foto: Antenor Pitanga

press to zoom
ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE MACEIÓ
ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE MACEIÓ

Foto: Antenor Pitanga

press to zoom
ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE MACEIÓ
ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE MACEIÓ

Foto: Boibumbarte

press to zoom
BAIRRO DE JARAGUÁ
BAIRRO DE JARAGUÁ

Fonte: www.bairrosdemaceio.net/site/index.php?Canal=Bairros&Id=26

press to zoom
BAIRRO DE JARAGUÁ
BAIRRO DE JARAGUÁ

Foto: www.salvealagoas.com/2011/03/jaragua.html

press to zoom
BAIRRO DE JARAGUÁ
BAIRRO DE JARAGUÁ

Foto: Luiz Alberto - www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1024661

press to zoom
BAIRRO DE JARAGUÁ
BAIRRO DE JARAGUÁ

Foto: Luiz Alberto - www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1024661

press to zoom
BAIRRO DO PONTAL
BAIRRO DO PONTAL

Google Earth

press to zoom
CASA DE JORGE DE LIMA
CASA DE JORGE DE LIMA

Foto: www.cultura.al.gov.br

press to zoom
CASA DE JORGE DE LIMA
CASA DE JORGE DE LIMA

Foto: www.museusmaceioense.blogspot.com.br/

press to zoom
SOCIEDADE N. SRA. DO BOM CONSELHO
SOCIEDADE N. SRA. DO BOM CONSELHO

Foto: www.cultura.al.gov.br

press to zoom
SOCIEDADE N. SRA. DO BOM CONSELHO
SOCIEDADE N. SRA. DO BOM CONSELHO

Foto: Boibumbarte

press to zoom
CATEDRAL METROPOLITANA
CATEDRAL METROPOLITANA

Foto: Antenor Pitanga

press to zoom
CATEDRAL METROPOLITANA
CATEDRAL METROPOLITANA

Foto: Boibumbarte

press to zoom
IGREJA DE N. Sª DO LIVRAMENTO
IGREJA DE N. Sª DO LIVRAMENTO

Foto: www.cultura.al.gov.br

press to zoom
IGREJA DE N. Sª DO LIVRAMENTO
IGREJA DE N. Sª DO LIVRAMENTO

Foto: www.cultura.al.gov.br

press to zoom
IGREJA N. Sª DO ROSÁRIO DOS PRETOS
IGREJA N. Sª DO ROSÁRIO DOS PRETOS

Foto: Antenor Pitanga

press to zoom
IGREJA N. Sª DO ROSÁRIO DOS PRETOS
IGREJA N. Sª DO ROSÁRIO DOS PRETOS

Foto: picasaweb.google.com/PU3LHR/MACEIOAL#5326039209599796930

press to zoom
IGREJA BOM JESUS DOS MARTÍRIOS
IGREJA BOM JESUS DOS MARTÍRIOS

Foto: www.cultura.al.gov.br

press to zoom
IGREJA BOM JESUS DOS MARTÍRIOS
IGREJA BOM JESUS DOS MARTÍRIOS

Foto: Boibumbarte

press to zoom
CAPELA DE SÃO GONÇALO DE AMARANTE
CAPELA DE SÃO GONÇALO DE AMARANTE

Foto: www.cultura.al.gov.br

press to zoom
CAPELA DE SÃO GONÇALO DE AMARANTE
CAPELA DE SÃO GONÇALO DE AMARANTE

Foto: www.cultura.al.gov.br

press to zoom
IGREJA N. Sª DO Ó
IGREJA N. Sª DO Ó

Foto: www.viagemeviagem.com.br/igreja-de-nossa-senhora-do-o-maceio

press to zoom
IGREJA N. Sª DO Ó
IGREJA N. Sª DO Ó

Foto: www.cultura.al.gov.br

press to zoom
INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E D
INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E D

Foto: www.cultura.al.gov.br

press to zoom
INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE
INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE

Foto: www.cultura.al.gov.br

press to zoom
INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE
INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE

Foto: Boibumbarte

press to zoom
MUSEU DA IMAGEM E DO SOM DE ALAGOAS
MUSEU DA IMAGEM E DO SOM DE ALAGOAS

Foto: Boibumbarte

press to zoom
MUSEU DA IMAGEM E DO SOM DE ALAGOAS
MUSEU DA IMAGEM E DO SOM DE ALAGOAS

Foto: Boibumbarte

press to zoom
MUSEU DA IMAGEM E DO SOM DE ALAGOAS
MUSEU DA IMAGEM E DO SOM DE ALAGOAS

Foto: Boibumbarte

press to zoom
MUSEU THÉO BRANDÃO
MUSEU THÉO BRANDÃO

Foto: Antenor Pitanga

press to zoom
MUSEU THÉO BRANDÃO
MUSEU THÉO BRANDÃO

Foto: Boibumbarte

press to zoom
PALACETE BARÃO DE JARAG
PALACETE BARÃO DE JARAG

Foto: Antenor Pitanga

press to zoom
PALACETE BARÃO DE JARAG
PALACETE BARÃO DE JARAG

Foto: Boibumbarte

press to zoom
PALÁCIO MARECHAL FLORIANO PEIXOTO
PALÁCIO MARECHAL FLORIANO PEIXOTO

Foto: Antenor Pitanga

press to zoom
PALÁCIO MARECHAL FLORIANO PEIXOTO
PALÁCIO MARECHAL FLORIANO PEIXOTO

Foto: Boibumbarte

press to zoom
PÇA. MARECHAL FLORIANO PEIXOTO E ENT
PÇA. MARECHAL FLORIANO PEIXOTO E ENT

Google Earth

press to zoom
SOBRADO DOS IRMÃOS BRÊDA
SOBRADO DOS IRMÃOS BRÊDA

Foto: www.cultura.al.gov.br

press to zoom
SOCIEDADE PERSEVERANÇA
SOCIEDADE PERSEVERANÇA
press to zoom
SOCIEDADE PERSEVERANÇA
SOCIEDADE PERSEVERANÇA

Foto: Boibumbarte

press to zoom
TEATRO DEODORO
TEATRO DEODORO

Foto: Boibumbarte

press to zoom
TEATRO DEODORO
TEATRO DEODORO

Foto: Boibumbarte

press to zoom
TEATRO DEODORO
TEATRO DEODORO

Foto: Boibumbarte

press to zoom
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALA
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALA

Foto: Antenor Pitanga

press to zoom
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALA
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALA

Foto: www.tjal.jus.br

press to zoom
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALA
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALA

Foto: www.tjal.jus.br

press to zoom
 

 

MARECHAL DEODORO

 

  • CASA NATAL DO MARECHAL DEODORO DA FONSECA

Um típico casarão do século XVII, a Casa Natal de Marechal Deodoro está localizado no centro de Marechal Deodoro e possui indiscutível valor para o patrimônio histórico alagoano. Serviu de tronco familiar para o casal Manuel Mendes da Fonseca e D. Rosa da Fonseca, como também abrigou uma das mais célebres personalidades da vida política brasileira: Marechal Manuel Deodoro da Fonseca.

Construída em beiral de telha em biqueira, com acabamento de telha dupla, o casarão possui quatro janelas e uma porta central. Em 1983, após passar por uma rigorosa avaliação de sua volumetria que apontava para o agressivo processo de degradação ao qual tinha sido submetido, o mesmo foi reconstruído. As alterações na estrutura do prédio fizeram com que perdesse suas características arquitetônicas originais – com exceção da fachada, que se manteve fiel ao projeto original.

O vão maior de seu espaço interior foi dividido por apenas duas estruturas retas, insinuando a localização de um corredor central, que recebeu um acervo de peças, quadros e mobiliários que visam reconstruir o cenário da época em que foi proclamada a República.

Desde então, o monumento histórico passou a ser um local para visitação pública, reunindo peças, algumas doadas por familiares do Marechal Deodoro, que retratam a época em que viveu um dos ícones da história brasileira e maior símbolo do município.

Fonte: Site da Prefeitura 

 

 

  • CIDADE DE MARECHAL DEODORO

    • Localidade: Município de Marechal Deodoro

    • Proprietário: Área Municipal

    • Decreto: LEI nº 4.458, 15/09/83 

    • Conjuntos Urbanos e Sítios Históricos. 

    • Instância: Estadual / Nacional 

 

O Centro histórico de Marechal Deodoro começou a ser construído em 1660. Nele conservam-se resquícios da colonização portuguesa no Estado de Alagoas. São prédios de arquitetura religiosa, do estilo barroco, que dão valor cultural inestimável às ruas do município.

Fonte: Site da Prefeitura 

 

 

  • IGREJA DA ORDEM 3ª DE S. FRANCISCO

    • Localidade: Praça Pedro Paulino.

    • Proprietário: Arquidiocese de Maceió.

    • Decreto: 5268 de 22/12/82.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

Anexa a Igreja de Santa Maria Madalena foi construída durante o século XVIII, possui fachada de estilo Rococó. Uma porta única, feita em folha almofada, dá acesso ao templo que tem mais três janelas de adorno.

Fonte: Site da Prefeitura 

 

 

  • IGREJA E CONVENTO DE SÃO FRANCISCO, SANTA MARIA MADALENA.

    • Localidade:

    • Proprietário: Arquidiocese de Maceió.

    • Decreto: 5268/82.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Nacional / Estadual.

 

O início da construção da igreja e convento foi em 1684, apesar de dois anos antes dessa data já terem chegado na cidade os primeiros membros da Ordem Franciscana. Em 1689 foi terminada a capela-mor, depois disso, as obras foram paralisadas durante 30 anos, e apenas em 1723, a primeira missa celebrada nesta igreja aconteceu na Semana Santa do ano de 1662. Mas sua obra só foi totalizada em 1793.

Sua fachada apresenta adereços em formas de plantas, confeccionados em pedra calcária; pardieiras emolduradas nas janelas do coro; a janela central apresenta um óculo que favorece a ventilação. A Capela-mor, concluída em 1689 tem teto em caixotões e, a Capela profunda tem retábulo, que é uma estrutura em pedra ou talha de madeira que se eleva na parte posterior de um altar. Este trabalho é único em todo Nordeste brasileiro. Sob o coro existe um painel de Santa Clara de Assis, pintado pelo artista plástico pernambucano José Eloy, em 1817.

No altar existe uma imagem de Cristo Crucificado, um exemplar da escola Jansenista, raríssimo. Em todo o Brasil, além desse de Marechal Deodoro, existe apenas mais um, na Bahia.

A imponência da construção se destacou diante da singeleza do casario circundante. A composição do conjunto arquitetônico é impressionante mesmo depois de alguns séculos, porque apesar da ação do tempo, a beleza e suntuosidade da construção impressionam.

A Igreja da Ordem 1ª de São Francisco, ou Igreja de Santa Maria Madalena apresentava internamente uma extraordinária suntuosidade. No convento o pátio interno tem ares de tempos medievais, por conta das colunas que sustentam os arcos em alvenaria com três cantos. Na parte superior do prédio funciona o Museu de Arte Sacra de Alagoas, que reúne todo o acervo religioso do município.

Fonte: Site da Prefeitura 

 

 

  • ILHA DE SANTA RITA

    • Localidade: Municípios de Maceió, Marechal Deodoro e Coqueiro Seco abrangendo todas as ilhas e, no continente, as encostas dos tabuleiros e restingas que as circundam.

    • Proprietário: Área Municipal.

    • Decreto: Nº 6274 de 05/06/85 -

    • Instância: Estadual.

 

 

 

MATA GRANDE

  • ANTIGA CADEIA DE MATA GRANDE

    • Localidade:

    • Proprietário:

    • Decreto: 4188 de 01/10/2009.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

 

 

PALMEIRA DOS ÍNDIOS

  • CASA DO ESCRITOR GRACILIANO RAMOS

 

 

PÃO DE AÇÚCAR

  • PAÇO IMPERIAL

    • Localidade: Av. Ferreira de Novaes, nº 1001.

    • Proprietário:

    • Decreto: 4199 de 18/10/2009.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

 

PASSO DO CAMARAGIBE

  • CASA ONDE NASCEU AURÉLIO BUARQUE DE HOLANDA

    • Localidade:

    • Proprietário: Prefeitura de Passo de Camaragibe.

    • Decreto: Nº 5976/10

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

 

 

PENEDO

 

  • CASA DO BARÃO DE PENEDO

    • Localidade: Rua Dâmaso Monte, 141 - Penedo - AL 

    • Proprietário: Estado de Alagoas.

    • Decreto: 4998 de 08/02/82.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual

 

  • CIDADE DE PENEDO - CONJUNTO ARQUITETÔNICO, PAISAGÍSTICO E URBANÍSTICO

    • Localidade: Município de Penedo

    • Proprietário: Área Municipal.

    • Decreto: DEC. 29595, 08/03/86.

    • Conjuntos Urbanos e Sítios Históricos.

    • Instância: Estadual.

 

  • IGREJA DE NOSSA Sª DA CORRENTE 

    • Localidade:

    • Proprietário: Diocese N. Sª do Rosário. Província de Sto Antonio do Norte do Brasil.

    • Decreto: 28/07/64.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Nacional / Estadual.

 

  • IGREJA DE SÃO GONÇALO GARCIA

    • Localidade: Praça Floriano Peixoto.

    • Proprietário: Sta. Casa de Misericórdia de Penedo.

    • Decreto: 28/07/64.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Nacional / Estadual.

 

  • IGREJA E CONVENTO N. Sª DOS ANJOS, CAPELA DOS TERCEIROS FRANCISCANOS E ÁREA DA ANTIGA CERCA CONVENTUAL

    • Localidade:

    • Proprietário: Diocese N. Sª do Rosário. Província de Sto Antonio do Norte do Brasil.

    • Decreto: Nº 570/02

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Nacional / Estadual.

 

  • PAÇO IMPERIAL

    • Localidade: Praça Doze de Abril

    • Proprietário: Fundação Educacional do Baixo São Francisco.

    • Decreto: 5013 de 08/02/82.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

  • TEATRO SETE DE SETEMBRO

    • Localidade: Pça. Floriano Peixoto,

    • Proprietário: Prefeitura Municipal de Penedo.

    • Decreto: 5617 de 09/12/83.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

 

PILAR

  • ANTIGO CINE PILARENSE

    • Localidade: Praça Rui Barbosa, 31, Centro,

    • Proprietário:

    • Decreto: 15.967 de 29/09/2011.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

  • CASA NATAL DE ARTUR RAMOS

    • Localidade: Rua Artur Ramos, 195

    • Proprietário: D. Julita Ramos de Araújo Pereira.

    • Decreto: 25/04/88.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

 

PIRANHAS

  • PIRANHAS E ENTREMONTES

    • Localidade: Município de Piranhas

    • Proprietário: Área Municipal.

    • Decreto: Lei nº 6650, 19/12/2005.

    • Conjuntos Urbanos e Sítios Históricos.

    • Instância:

      • Histórico-cultural: Estadual

      • Paisagístico: Nacional.

 

 

 

 

PORTO CALVO

  • REMANESCENTE DA ANTIGA VILA COLONIAL E IGREJA MATRIZ N. SENHORA DA APRESENTAÇÃO

    • Localidade:

    • Proprietário: Área Municipal e Arquidiocese.

    • Decreto: LEI nº 1618.A, 17/01/55 e 06/06/52

    • Conjuntos Urbanos e Sítios Históricos.

    • Instância: Nacional / Estadual.

 

 

 

 

PORTO DE PEDRAS

  • FORTE E ANTIGA CADEIA PÚBLICA DE PORTO DE PEDRAS E MORRO DOS TRÊS COQUEIROS

    • Localidade:

    • Proprietários:

      • Forte: Governo do Estado de Alagoas;

      • Morro: Arquidiocese.

    • Decreto: 3365 de 21/08/06.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

 

 

 

SANTA LUZIA DO NORTE

  • IGREJA MATRIZ DE SANTA LUZIA DO NORTE

    • Localidade:

    • Proprietário: Arquidiocese.

    • Decreto: 6558 de 29/08/85.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

 

SÃO MIGUEL DOS CAMPOS

  • PALACETE DA BARONESA E ENTORNO IMEDIATO

    • Localidade: Rua Visconde de Simibú, nº 60, Centro.

    • Proprietário:

    • Decreto: 8531 de 20/10/2010.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

 

UNIÃO DOS PALMARES

  • CASA ONDE RESIDIU O POETA JORGE DE LIMA

    • Localidade: Rua Correia de Oliveira, nº 2

    • Proprietário: Universidade Federal de Alagoas - UFAL.

    • Decreto: 5303 de 09/02/83.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

  • SERRA DA BARRIGA - LOCAL DA HISTÓRICA REPÚBLICA DOS PALMARES

 

 

VIÇOSA

  • CASA DE CULTURA DE VIÇOSA

    • Localidade: Avenida Firmino Maia, s/n, Centro

    • Proprietário: Prefeitura Municipal de Viçosa

    • Decreto: 28.547, de 12/10/2013.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.

 

  • CASA NATAL DO SENADOR TEOTÔNIO VILELA

    • Localidade: Rua Epaminondas Gracindo, Centro

    • Proprietário: Estado de Alagoas.

    • Decreto: 31.701 de 28/11/86.

    • Edifícios e Monumentos Isolados.

    • Instância: Estadual.